Portugal
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Administração Pública regional cresceu quase 900 novos funcionários num ano

Foto Shutterstock

No final do 3.º trimestre de 2021 (30 de Setembro), a Administração Regional da Madeira passou a ter 20.379 pessoas ao serviço. Um ano antes, o número de funcionários públicos afectos aos serviços do Governo Regional ascendia a 19.480. Ou seja, regista-se um incremento de 4,6% ou quase 900 trabalhadores face ao mesmo período de 2020.

Os dados vão ser divulgados hoje pela Direcção Regional de Estatística apontam ainda para uma variação trimestral (face ao 2.º trimestre de 2021) 0,9% ou mais 178 funcionários públicos.

Do total para este período, 12.574 (+498 do que há um ano) trabalhavam para os Órgãos do Governo Regional da Madeira, incluindo naturalmente os cargos dos eleitos e os de nomeação política, enquanto que nos Serviços e Fundos Autónomos da Administração Regional da Madeira contam-se 7.805 funcionários (+401), dos quais 6.348 em entidades dos Sector Empresarial, que inclui todas as entidades reclassificadas.

Nestes dados não estão incluídos os funcionários públicos afectos aos Municípios e Freguesias, Serviços Autónomos da Administração Local (inclui empresas municipais) e Instituições sem Fim Lucrativo da Administração Local, que são divulgados como um todo nacional.

Acrescem ainda os trabalhadores dos Fundos de Segurança Social da Administração Regional da Madeira, cujo número é calculado separadamente, e que no final do 3.º trimestre ascendiam a 1.346 (+46).

Nas contas do Sistema de Estatística do Emprego Público, divulgados no início da semana a nível nacional, contam-se ainda mais alguns milhares de servidores públicos, que estão na dependência do Estado mas a trabalhar na Madeira e que, no total perfaz o total de 26.611 o número de pessoas nessas funções no final do último trimestre, mais 4,6% face ao período homólogo (25.452).

Em termos de entradas e saídas, foram quase 2.800 contra 2.343 respectivamente, sendo que foram 1.055 entradas novas e 688 saídas definitivas (192 reformas e aposentações).

A remuneração média mensal de um funcionário público afecto à Administração Regional rondava os 1.559 euros no final de Julho, mais 11,7 euros face a Abril, sendo que o ganho médio mensal (inclui todo os extra remuneração base) ascendia a 1.836,8 euros.

Refira-se que esta informação é divulgada pela Direcção Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), que se articula com a Direcção Regional de Administração Pública e Modernização Administrativa (DRAPMA) no sentido de providenciar esta informação.