Brazil
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Google amplia acesso a novos mecanismos para anúncios online

O Google amplia, nesta quinta-feira (7), o acesso aos novos mecanismos do Privacy Sandbox, que vão gradualmente substituir os cookies de terceiros no navegador Chrome. Os cookies rastreiam e armazenam informações de usuários que permitem a anunciantes e sites comprar ou vender anúncios segmentados, que são bastante eficientes.

O Google tinha anunciado em 2020 que iria acabar com os cookies de terceiros em dois anos, diante de críticas de usuários preocupados com privacidade. Desde então, a empresa adiou algumas vezes o fim dos cookies de terceiros e agora anunciou que serão descontinuados no segundo semestre de 2024. Outros navegadores, como Safari e Firebox, já proíbem esse tipo de cookies.

"Este é um passo fundamental rumo à melhoria da privacidade para anúncios, ajudando a sustentar financeiramente uma internet que siga sendo aberta e gratuita", disse a empresa em publicação em seu blog.

Os cookies de terceiros permitem que os anúncios sejam mais personalizados, o que aumenta sua eficácia. As vendas de anúncios personalizados em grande escala geram dezenas de bilhões de dólares a cada ano para as empresas. No entanto, vêm crescendo preocupações sobre o caráter invasivo desse tipo de publicidade.

A Apple, em 2021, adotou uma modificação de privacidade no ano passado, fornecendo aos usuários opções que facilitaram o bloqueio da coleta de dados pessoais por aplicativos de celular - o que causou um grande impacto na indústria de publicidade online.

Com a ampliação do acesso aos mecanismos do Privacy Sandbox para todos os anunciantes e desenvolvedores, empresas podem aumentar a escala de uso e testes para se preparar para o encerramento gradual dos cookies de terceiros no Chrome.

Além disso, o Google lançou novos controles de privacidade de anúncios no Chrome, para que os usuários possam decidir de que forma os mecanismos do Privacy Sandbox poderão ser usados para mostrar publicidade. Eles podem optar ou excluir temas de anúncios e permitir ou não a mensuração.

Os mecanismos do Privacy Sandbox foram questionados por autoridades anti-truste europeias. Elas temiam que fossem mais um fator para aumentar a concentração de mercado e beneficiar o Google no mercado de anúncios online. O Google assumiu compromissos com essas autoridades para receber o sinal verde.

Um dos mecanismos do Privacy Sandbox é o Google Topics, que monitora o uso semanal do Chrome para determinar quais são os principais tópicos de interesse do usuário com base nos sites visitados. Esses tópicos –e não o perfil do usuário ou o histórico de navegação dele– são compartilhados com a empresa de tecnologia de anúncios para fins de publicidade.

(Patricia Campos Melo / Folhapress)